Ernâni Luís
Cadastre seu e-mail para receber nossa Newsletter
Nome:
Email:

O MENINO E OS PATINS
Sexta-feira, dia 28 de fevereiro de 2014
P


               Havia um menino que tinha adoração por patins. Era tudo o que ele queria na vida. Pediu, pediu, tanto fez que um belo dia os conseguiu. Ficou muito feliz com o par de patins. Não desgrudava deles um só minuto. De dia e de noite, o menino estava com os seus patins.

               Mas, no primeiro tombo, ele ficou com medo de estragar os patins e resolveu guarda-los. Os patins ainda eram a coisa que ele mais queria; o que ele mais gostava de fazer era estar com eles. Mas ele preferiu apenas ficar olhando e não usa-los mais para que não estragassem. O tempo foi passando e os patins continuaram guardados.

               Passaram anos e o garoto esqueceu os patins. Então ele se lembra, sente saudades e resolve recuperar o tempo perdido. Ele vai até o armário, revira tudo e finalmente encontra os patins. Corre para calça-los e então tem uma terrível surpresa: os patins não servem mais em seus pés.

O menino chora e lamenta os anos perdidos e que não poderá mais recuperar. Poderia comprar outro par, mas nunca seriam iguais àqueles.


Texto extraído do livro 100 Estórias de Vida e Sabedoria (Osvino Toillier - org.)


- x - x - x - x - x - x - x -


O Tema do Ano da IECLB " Vidas em Comunhão" está desafiando a todos/as nós a revirarmos os nossos armários e reencontrar aquilo que por ventura abandonamos, guardamos, escondemos ou ocultamos em nosso percurso. Reencontrar a fé verdadeira, a esperança, o convívio comunitário, a solidariedade, entre outras tantas. Sobretudo, lutar pela paz na cidade e em qualquer lugar. No entanto, esta paz só será possível se ela estiver conosco e nós a irradiarmos para as outras pessoas.

Sejamos, pois, fontes de paz. Vamos calçar os patins dos valores cristãos enquanto nossos pés tiverem força e ânimo para a caminhada. Que Deus nos abençoe e nos  ilumine, sempre.